Natural Cotton Color é tema de painel em Fórum de Sustentabilidade e Governança

Com o tema “estratégias que impactam negócios e norteiam o amanhã”, a empresária Francisca Vieira apresenta a Natural Cotton Color na 7ª edição do Fórum Sustentabilidade e Governança em 21 e 22 de agosto, em Curitiba. A CEO da marca de moda sustentável estará no painel “Tendências em Sustentabilidade e Governança: case corporativo” e mostrará a cadeia produtiva do algodão colorido orgânico da Paraíba para os participantes.

A governança corporativa é o conjunto de processos, regulamentos, decisões e ideias que mostram a maneira pela qual aquela empresa ou sociedade é dirigida ou administrada. O Fórum deverá reunir 120 palestras voltadas à discussão de tendências, perspectivas e cases de sucesso na gestão da sustentabilidade nas empresas.

O Fórum que integra iniciativas privadas e governamentais para demonstrar como as organizações praticam a sustentabilidade no seu dia a dia, saindo do escopo do meio ambiente e entrando na cadeia produtiva de cada negócio.

A Natural Cotton Color faz parte do Arranjo Produtivo Local (APL) do Algodão Colorido da Paraíba que reúne associação de agricultores e de artesãos, entidades públicas e privadas, além de empresas de fiação e tecelagem, confecção e vestuário.

Algodao colorido orgânico da Paraíba

O algodão já nasce colorido, sem uso de aditivos ou corantes. Gera economia de 87,5% de água se comparada a produção de uma camiseta comum, tingida pela indústria.

A CEO da Natural Cotton Color foi convidada por sua articulação no cultivo do algodão colorido orgânico em assentamento na Paraíba e também por encabeçar a expansão desta matéria-prima inovadora — por meio da produção de roupas onde insere técnica de artesanato no design das peças promovendo e preservando estes saberes tradicionais em feiras de moda pelo mundo. No painel, Francisca deve falar sobre educação, cultura e valores, reforçando que, sem isso, não haverá consumidor de produto sustentável. “Este é o maior empecilho do Brasil: o consumo consciente”, destaca.

O convite para falar de sustentabilidade na Moda é um desafio importante.

moda-artesanal-organica-natural-cotton-color

A cadeia produtiva inclui agricultores, artesãs e costureiras reunidas em associações, além de instituições públicas e privadas.

 

“A Moda é uma indústria entre as que mais poluem o planeta. A pauta é relevante porque há muita gente falando sobre isto, mas realizando pouco”, diz. Francisca ressalta ainda que “na prática, há mesmo muitos oportunistas querendo ficar bem na foto. Tem gente que acha que trocar as lâmpadas para economizar energia já faz da empresa um exemplo de sustentabilidade. No têxtil e na confecção não é muito diferente”.

De acordo com a CEO, as empresas realmente sustentáveis passam por grandes dificuldades, principalmente devido ao custo alto, porque não tem como ser sustentável e ter preço de fast fashion”. Para esclarecer, ela explica o conceito green washing: “é quando as empresas fabricam em Bangladesh, por exemplo, um tênis com 0,000000001% de algodão reciclado ou orgânico e vende a imagem de sustentável porque tem recursos para investir na mídia”.

Francisca esclarece que as marcas realmente sustentáveis usam os recursos para distribuir na cadeia produtiva “por isso não sobra dinheiro para o marketing o que prejudica o engajamento e o alcance destas marcas realmente comprometidas com a sustentabilidade”.

Francisca acredita que o assunto pode sensibilizar outros empresários para novas práticas.

“Precisamos ir a fundo nesta questão para que os empresários possam identificar e reconhecer se estão realmente dando importância para a causa. Na moda, com o grande capital, sabemos que tudo pode acontecer. Saint Laurent queria democratizar a moda com produtos para as classes menos abastadas …. e assim plantou a semente do fast fashion. Então, todo cuidado é pouco”, alerta.

A 7a. edição do Fórum de Sustentabilidade e Governança é realizada em dois dias. Entre as palestras serão abordados temas como Objetivos do milênio da Organizações das Nações Unidas – ONU, gestão pública da água, mudanças climáticas e novos paradigmas econômicos, gestão da comunicação da imagem corporativa, entre outros.

7º Fórum de Sustentabilidade e Governança
21 de agosto das 8h às 20h
22 de agosto das 8h as 18h15
Local: FAE Business School
Av. Visconde de Guarapuava, 3263
Centro – Curitiba / PR

 

 

 

 

 

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *