Saiba mais sobre o Projeto Algodão Paraíba

Este projeto de sustentabilidade ambiental, social e econômico tem como base o plantio do algodão colorido com contrato de compra garantida. Desenvolvido pela Natural Cotton Color, no estado da Paraíba, o Projeto Algodão Paraíba visa atender a demanda crescente de insumos têxteis para a indústria da moda sustentável.

Desde 2016 a Natural Cotton Color vem abastecendo pequenas, médias e grandes tecelagens com plumas do algodão cultivado no assentamento Margarida Maria Alves, em Juarez Távora, região agreste do Estado que localizado no Nordeste do Brasil. Em 2019, expandiu o cultivo no assentamento Fazenda Campos, entre outras pequenas comunidades no entorno. Mais recentemente, o município de Ingá e Itabaiana foram inseridos no projeto.

O Projeto Algodão Paraíba já reúne mais de 600 hectares de área plantada, envolvendo cerca de 300 famílias de agricultores reunidos na zona rural em assentamentos e comunidades tradicionais na Paraíba, região Nordeste do Brasil.

As plumas, as malhas e os tecidos de algodão orgânico são exibidos desde 2017 na Premiére Vision Paris. Desde 2019 estão na área Smart Creation, espaço para produtos inovadores para o segmento de Moda Sustentável. As vendas são realizadas por meio desta e de outras feiras e eventos, atendendo atacado e varejo. Há também vendas para indústrias e confecções pelo Brasil.

Inovação têxtil e tecnologia social 

O Projeto Algodão Paraíba tem como objetivo fortalecer o Arranjo Produtivo Local (APL) incluído na cadeia produtiva pequenos proprietários — sempre organizados em associações da agricultura familiar, incluindo comunidades tradicionais quilombolas. A expectativa é que haja cada vez mais territórios em 2022 tornando o Estado do Nordeste referência nesta matéria-prima e abundância aos agricultores.

O projeto expande o cultivo de algodão colorido e do algodão branco, todos com certificação de produto orgânico internacional.

Abaixo um vídeo em um dos eventos de assinatura de contrato com os agricultores em Riachão do Bacamarte, município vizinho a Ingá.

O algodão colorido foi desenvolvido pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa. O algodão já nasce colorido sem uso de aditivos ou corantes. Sua produção sem irrigação e sem uso de aditivos e corantes e sem tingimento no produto final garante economia de 87,5% de água, quando comparado a um produto similar acabado. O cultivo tem apoio técnico da Empresa de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária – Empaer.

A Natural Cotton Color faz parte do Comitê Gestor do Arranjo Produtivo Local de Confecções e Artefatos de Algodão Colorido do Estado da Paraíba. Francisca Vieira é presidente da ABRIMOS – Associação Brasileira da Indústria, Comércio, Serviços e Educação para a Moda Sustentável.

 

 

RelatedPost

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.