Nosso algodão colorido pelas mãos de João Pimenta

topo-joao-pimenta-organic-cotton-Natural-Cotton-Color (2)

O algodão colorido orgânico da Natural Cotton Color marcou presença na 41ª São Paulo Fashion Week – SPFW, uma das maiores semanas de moda do mundo, graças à parceria da empresa paraibana com o estilista João Pimenta — que usou a matéria-prima sustentável para criar a sua coleção Verão 2017.

A coleção é composta de 41 looks. O vestuário produzido com malhas e tecidos planos do algodão colorido orgânico da Paraíba e o artesanato com rendas filé e rede de pesca foram fornecidos pela empresa Natural Cotton Color – NCC Ecobrands – que produz e exporta roupas e acessórios para EUA, França, Japão, Dubai e Austrália.

Francisca Vieira apresentou a pluma da espécie que já nasce com a cor quando convidou o estilista para fazer uma coleção para a marca (lançada em março na Expo West Califórnia – EUA). Deste encontro surgiu a ideia do estilista fazer também sua própria coleção. “O objetivo foi dar mais visibilidade ao algodão colorido pelas mãos de um dos mais criativos e sensíveis estilistas brasileiros da atualidade”, declarou a CEO da Natural Cotton Color.

A coleção faz menção às fardas de militares e uniformes de trabalhadores para reforçar a atemporalidade em contraponto ao sistema fast fashion. “É preciso respeitar a roupa que se veste. É preciso ter compromisso com a durabilidade. O uniforme também representa o ápice de vestimenta sem gênero, conceito sempre presente em meu trabalho”, disse o criativo estilista.

spfw_pimenta_joao_fashion_organic_cotton_handmade_details

Foi a primeira vez de João Pimenta no Nordeste. E, em janeiro, ele se enveredou pelo agreste da Paraíba para conhecer toda a cadeia produtiva. Em Juarez Távora, visitou o assentamento onde famílias plantam, colhem e beneficiam o algodão colorido certificado como orgânico pelo Instituto Biodinâmico – IBD. Já no sertão, em São Bento, conheceu a fiação, a tecelagem, os artesãos. E recebeu também fios reciclados de algodão com garrafas pet e tecidos usados na produção de redes de dormir da Santa Luzia Redes e Decoração.

joao_pimenta_spfw_organic_cotton_fashion_week

O desfile de João Pimenta com roupas de algodão colorido orgânico foi realizado no dia 28 de abril no Pavilhão da Fundação Bienal no Parque do Ibirapuera, na capital paulistana. O evento tem como compromisso o fortalecimento do mercado da moda brasileira.

Em sua jornada pela Paraíba o estilista descobriu que a cidade de Campina Grande nos anos de 1930 foi a maior exportadora mundial de algodão, o chamado Ouro Branco — só superada por Liverpool, na Inglaterra. Hoje, o estado se destaca pela produção do algodão colorido desenvolvido há 20 anos por meio da tecnologia e da inovação da Embrapa. “A produção ainda é pequena, mas o conceito ecológico é forte, sobretudo para o mercado global: a produção da malha comparada àquela comum, tingida pela indústria, gera economia de 87,5% de água, um recurso valioso cada vez mais escasso no mundo”, explica Francisca.

SPFW_Pimenta_Joao_slow_fashion_handmade_organic_cotton

Tecidos e detalhes artesanais feitos de algodão colorido orgânico da Natural Cotton Color marcaram a primeira parte do desfile. Na sequência teve também looks com tecidos feitos de fios de algodão desfibrado e reconstituído com fios de garrafas pet, base das redes de dormir feitas pela também paraibana Santa Luzia Redes e Decoração. João Pimenta também usou tecidos em que o algodão foi produzido em tear manual com fitas VHS.

 

spfw_joao_pimenta_clothes_hammock_macrame_fashion_handmade_recycled

joao_pimenta_organic_cotton_fashion_brazil_SPFW

 

O estilista desembarcou em Juazeiro no Norte, no Ceará e, a caminho da Paraíba, fez o mesmo trajeto dos Tropeiros da Borborema — grupo de homens que transportavam volumosas sacas de algodão por vários e exaustivos dias. No imaginário, estes uniformes do desfile até que poderiam ser destas tropas.  Alguns bordados de ossos se assemelham às carcaças de animais na estrada e outros trabalhos manuais são de fato uma referência ao artista nordestino Bispo do Rosário. Nos desenhos das roupas é possível notar as cruzetas da vestimenta do bando de Lampião. Alguns tecidos foram tingidas de amarelo e vermelho. Seriam uma referência ao calor que emanam da terra em alto verão — energia e combustível da criatividade de João Pimenta? Sim. Tudo se revela nesta coleção como resultado do encontro do estilista com um Brasil profundo, quente e acolhedor.

Coleção fala de força, de resistência, de austeridade, sem perder a ternura.

Na passarela, houve a presença de paratletas medalhistas de ouro em campeonatos mundiais e panamericanos ao som orquestra baiana fruto do projeto Neojiba, que ensina pessoas a tocar e confeccionar instrumentos à base de plástico.

Related Posts

One Comment on “Nosso algodão colorido pelas mãos de João Pimenta

  1. Pingback: Agência da ONU seleciona Natural Cotton Color para a feira de moda PURE London - Organic and Natural Cotton Color

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *